Vamos amanhã?

Qual é a melhor época do ano para viajar?

Você não sabe o que sofrência até enfrentar 50oC no meio do deserto. Mas eu sei, claro. Porque fui esperta o suficiente para ir pro Egito em pleno verão. É um calor difícil até de explicar, imagina de viver. Assim, aprendi que a data da viagem precisa sim de uma atenção a mais.

O calendário daqui

Antes de tudo, dê uma olhada nos próximos 12 meses. Algum amigo tá pensando em casar? Liga pra ele e pergunta o mês. Quando mesmo é o aniversário de 90 anos da sua avó? Confirme. Tenho uma amiga que descobriu que estava grávida assim que voltou de Amsterdam e, digamos, aproveitou tudo por lá. Pensa o perigo de não olhar pros próximos meses.

Depois, se você não tem filhos em idade escolar, veja se consegue escapar da alta temporada pra pegar uns precinhos mais amáveis. Pra quem é autônomo e tem mais flexibilidade, pintam passagens muito baratas com datas próximas, então se agarre.

Mas se você bate ponto como eu, sempre fale com o seu chefe antes de comprar qualquer coisa. Já vi gente se queimando feio com a empresa porque comprou no impulso pra economizar 200ão na passagem. E aí já era.

Se os demais fatores se encaixarem, pra mim, o melhor mês pra viajar é novembro. Porque quando você volta tem dezembro (claro) e isso significa que você vai receber 13o. Assim, aquele mês de ressaca financeira pós-viagem é bem mais tranquilo.

O calendário de lá

Foi ignorando esse maledeto que eu derreti minha bundinha num camelo. E isso é pura burrice, porque tem muito site e muito blog te contando exatamente as melhores épocas pra visitar cada canto. Os principais pontos que você precisa levar em consideração são:

Clima

Esse é o mais óbvio, mas na pressa de uma passagem promocional, a gente esquece. Quer esquiar em Santiago? Fique sabendo que não tem neve o suficiente o ano inteiro. Quer ir pro sudeste da Ásia? Saiba que cada país tem um período específico de monções e isso não significa chuvinha, significa dilúvio. Quer ir pra Grécia? Saiba que as ilhas hibernam durante o inverno, até os gregos se picam de lá. Quer conhecer as pirâmides do Egito? Não vá em julho, pelo amor de Osiris!

Férias

Em agosto, por exemplo, rolam as férias de verão europeias. Ou seja: a fila na torre Eifel parece a do INSS e a sala da Monalisa parece o metrô de São Paulo às 18h. Fora, claro, que tudo fica mais caro e você não consegue entender como as cidades são de verdade, como é a vida comum por lá. Então investigue, caro Watson.

Festivais e Feriados

Eles podem mudar a sua viagem de incrível para descaralhante. Perder um desses é como perder o Carnaval no Brasil. Junho e julho costumam concentrar os melhores festivais de música na Europa. O Dia dos Mortos é uma puta festa linda só pra quem vai entre outubro e novembro pro México, época do também divertido Halloween americano. O Festival das Luzes em Chiang Mai é de derreter o coração e rola em algum dia de novembro (muda todo ano de acordo com a lua). O Holi colore a Índia em março para a chegada da primavera. Tem data especial no mundo inteiro, então se esperte.

E aí, quando vamos?


Anúncios

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s