Vou de tuk-tuk, cê sabe

Bangkok: quando e onde ficar

Das cidades que eu já visitei, achei Bangkok a mais complicada de explorar, porque ela é espalhada no mapa. Mas se você desistir de montar um roteiro muito lógico (ah, essa nossa mania de controlar tudo) fica bem mais fácil.

Quando ir

Dizem que a região tem três estações no ano: hot, hotter e hottest. Então não tem muito como escapar do calor do cão. Mas tem como fugir da chuva, indo de novembro a março.

Como chegar

As passagens do Brasil pra Tailândia são caras mesmo, custam perto dos 4 mil, mas às vezes pintam umas promoções legais e você consegue pagar 2,5. Mas o que você investe aqui, economiza lá. A maior parte dos voos faz escala em Dubai (Emirates) ou na Etiópia (Ethiopian). Fui de Emirates e achei bem bom, mesmo em dois voos longos. Mas não sou parâmetro, porque eu entro em um avião e me transformo em uma criança de quatro anos que come, vê um filme da Pixar e dorme até o dia seguinte.

Quais documentos levar

Preste atenção aqui: o visto pra entrar na Tailândia é feito no aeroporto (só precisa de passaporte válido por 10 meses) MAS você tem que apresentar certificado internacional de vacinação contra febre amarela. A vacina tem que ser tomada pelo menos 10 dias antes da viagem e o certificado você consegue na Anvisa (leva 5 minutos). Agora vem a parte tricky da história. Quando você chega no aeroporto em Bangkok, é fácil passar reto pelo posto do Health Control, que fica no meio do gigante corredor a caminho da imigração. Você tá lá só pensando em fazer xixi e nem percebe o balcãozinho que acabou de passar. Mas fique atento. Caso contrário, você vai enfrentar toda a fila da imigração pra daí descobrir que o posto ficava lá atrás, voltar, pegar o documento e passar pela fila de novo. Depois de atravessar meio mundo, a última coisa que você quer é perder mais uma hora nessa embromação.

Como ir e vir

Não é fácil. O trânsito é caótico e andar até as estações de skytrain é sofrido, em especial pra quem não se deu bem no sorteio genético de melanina. Os caras dos tuk-tuks não são fáceis, estão sempre querendo te levar pra um passeio a mais (tipo a loja de ternos de um amigo). Mas os taxistas são um capítulo à parte. Pra começar, a maioria não fala uma palavra em inglês. Depois, nunca conhecem a rua ou o lugar em que você quer chegar. Nunca. E, pra fechar com chave de cocô, eles não curtem ligar o taxímetro. Percebe, Ivair: ou você paga o que eles querem, ou eles não te levam. Também dá pra andar de ônibus e de barco, mas nesse caso se informe bem, porque a cidade é gigante e se perder lá não é tão legal quanto é em Roma. Se você não vai com grana sobrando pra encarar os golpes, minha dica é variar os meios de transporte. Assim você se irrita com motivos diferentes ao longo do dia. =)

Onde ficar

Pra te falar a verdade, não sei. Como eu te disse, as atrações lá ficam jogadas em cantos diferentes, então a escolha da região vai muito do gosto (e da sorte) do freguês. O que eu faria se fosse de novo, considerando Bangkok como ponto de entrada e saída, seria escolher um lugar pra ficar no começo e outro no final, assim dá pra viver de perto duas regiões diferentes. Nós ficamos em Siam Square, uma região mais comercial e com fácil acesso ao skytrain. Era interessante. Mas também deve ser legal ficar lá perto da Khao San Road (onde rola a bagunça noturna). Ou, se você tem mais grana, simplesmente fique no lindinho Inn a Day. Ainda volto lá quando for ryka e passo três meses fazendo selfie.

Qual hotel

Como essa riqueza ainda não chegou, escolhemos um albergue, o Chao Hostel. Ele fica no mesmo prédio de um hotel boutique fodão, o Siam@Siam. Embora seja a versão low budget do empreendimento, o hostel é uma graça, com um staff querido (mas que conhece pouco da cidade). Aconselho pedir um dos quartos com janela pra rua, pois são mais claros e bonitos (os outros tem vista pra um jardim vertical meio claustrofóbico). Agora vem a parte gordinha delícia: ficando no Chao você tem desconto no café da manhã do Siam@Siam, que é perfeito.

Você já está devidamente instalado e suado? Então é hora de conhecer a cidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s