Feiras, flores e tumbas

Buenos Aires: o que fazer?

Pra mim, uma semana é o tempo perfeito pra ficar em Buenos Aires. Mas como é mais fácil aproveitar um feriado, separei as atrações em quatro dias. Assim vai sobrar mais tempo pra fazer o que interessa: comer.

Dia #1: Malba, Floralis Generica, BsAs Design, Cemitério

Pra começar, saiba que dá pra fazer tudo a pé e ainda passar no Sanjuanino. Só não pode ser uma terça-feira, porque o Malba não abre nesse dia. E ele é lindo, assim como parque com a flor de metal a caminho do Buenos Aires Design. Esse é um shopping-tentação pra quem curte design e decoração (não deixe de ir na Morph, é tipo uma Imaginarium gigante). E, por último, o cemitério da Recoleta que, além de bonito, tem muita história boa. Minha favorita é a do Salvador María del Carril (vice-presidente) e sua esposa Tiburcia Dominguez. Eles se odiaram durante 30 anos, mas eram obrigados a conviver. Quando ele morreu, ela mandou fazer uma estátua dele olhando para o sul. Quinze anos depois, ela morreu, e pediu em testamento que seu busto fosse virado para o norte, de costas para o marido, já que seu ódio duraria toda eternidade. S2

Dia #2: Calle Florida, Casa Rosada, Café Tortoni, El Ateneo, Pátio Del Liceo

Um rolê cheio de história, que começa no calçadão florido, passa pela casa salmão e chega no lindo Café Tortoni, que te leva pra 1858 onde mini-churros crocantes mergulham em um pote de doce de leite. Difícil. Dali pro El Ateneo, um antigo teatro transformado na biblioteca mais charmosa do mundo e depois pro Pátio del Liceo, uma galeria pequena e simpática, com lojas descoladas que ajudam a equilibrar o antigo e o novo nesse lado da cidade.

Dia #3: Feira de San Telmo e da Plaza Serrano

A primeira só rola no domingo e a segunda aos finais de semana. Assim, mesmo não sendo próximas, fica gostoso colocar as duas em uma diária de caminhada. San Telmo é o bairro mais antigo da cidade, era onde morava a aristocracia mas, em 1800 e pouco, virou foco da febre amarela e a turma rica se mudou pro norte. Por isso o bairro tem cara de decadente, charmoso e perfeito pra uma feira de antiguidades. Você pode ir de metrô e caminhar até a feira, melhor se for antes das 10h porque depois lota muito. Aí ao meio dia você já tá livre pra comer no Don Ernesto. Não demore, porque a fila depois é de matar. Já na feira da Plaza Serrano, em Palermo, você vai ver coisas mais moderninhas. Mas não achei uma maravilha pra compras, o fervo é mais divertido e te leva a explorar uma penca de lojas na região. Minhas favoritas: Paul French, loja e galeria de design (na foto do post) e a Hnos, uma loja de sabonetes cheirosa e fofa. Entre uma coisa e outra, cabe hambúrguer, cheesecake e vinho, não?

Dia #4: Puerto Madero, Caminito e Tango

Vou te falar que nunca amei essas atrações, porque me parecem fake, mas aprendi como me divertir com elas. Puerto Madero me lembra um shopping gigante, até que descobri com o Aires Buenos a delícia que é comer choripán dos carrinhos na beira do rio. O Caminito também é um cenário bem montadinho, mas não tem nada de mais. Vale a pena se você der dar uma volta pelo La Boca e talvez uma espiada na Bombonera. Por Diós, não coma lá, tá cheio de restaurante caro e ruim. Já o Tango eu levei tempo pra aprender que pode ser visto de outro jeito. As apresentações clássicas são teatrais, caras e longas. Tem gente que curte, eu acho um saco. Se você quer ver gente de verdade dançando, vá ao La Viruta. Uma milonga com pessoas de todas as idades de rostinho colado trançando as pernas em um velho salão de baile. Eles também dão aula de tango antes das milongas por lá, se informe e caia da dança.

Agora vamos ao que BsAs tem de melhor.

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s